Leia sempre, a leitura transforma.

Leia sempre, a leitura transforma.



segunda-feira, 13 de agosto de 2018

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Leitura é atividade cultural preferida dos brasileiros, diz pesquisa


Agência Estado - 24/07/2018

Uma nova pesquisa divulgada nesta terça-feira (24/7), mostra que a leitura é a atividade cultural preferida de brasileiros em 12 capitais, seguida de ir ao cinema, shows de música, festas populares e feiras de artesanato. Bibliotecas e espetáculos de danças ficam à frente de visitas a museus e teatros, e concertos de música erudita são a atividade menos frequentada na área.

A pesquisa Cultura nas Capitais, da JLeiva Cultura e Esporte e do Datafolha, entrevistou 10 mil pessoas nas 12 capitais mais populosas do Brasil, entre elas São Paulo, Rio, Brasília, Belo Horizonte e Salvador.

68% dos entrevistados disseram ter lido ao menos uma obra literária no último ano – ao mesmo tempo, 15% não tiveram acesso a livro algum, evidenciando a desigualdade no acesso a produtos culturais. Quando o assunto é usar o tempo livre para ler livros, Salvador é capital onde mais pessoas fazem isso, de acordo com o novo levantamento: 72%.

O estudo aponta que 64% dos entrevistados afirmaram ter ido ao cinema nos últimos 12 meses. Entre os paulistanos, o número é 67%. A cidade mais cinéfila entre as pesquisadas é Porto Alegre, onde 70% da população diz ter frequentado um cinema.

Outro dado que chama a atenção é que 72% da população afirma frequentar apenas atividades gratuitas, ou mais gratuitas do que pagas. Em São Paulo, o número é de 75%.

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Conselheira vê Lei de estímulo à leitura como melhoria na Educação

InfoNet - 24/07/2018



O Estado e os municípios sergipanos devem observar as diretrizes previstas pela nova Lei nº 13.696, de 12 de julho de 2018, na qual o Governo Federal institui a “Política Nacional de Leitura e Escrita como estratégia permanente para promover o livro, a leitura, a escrita, a literatura e as bibliotecas de acesso público no Brasil”.

A observação é da conselheira Susana Azevedo, do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), que vê a adoção dos dispositivos que integram a Lei como uma forma de melhorar o desempenho da Educação sergipana.

“É evidente que o acesso à internet e às redes sociais vêm distanciando as crianças e os jovens do contato com os livros, com a leitura e a escrita. Por outro lado, entendo que as redes de ensino não têm enfrentado a questão de maneira eficiente, resultando no visível fracasso educacional, como vêm demonstrando os resultados do Ideb nos últimos anos”, ressaltou a conselheira Susana Azevedo, no Pleno da última quinta-feira, 19.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Lei 13.696 - PNLE

Política Nacional de Leitura e Escrita (PNLE)

Certamente ninguém tomou conhecimento da notícia veiculada, nesta semana, em um site no pequeno estado de Sergipe. Mas o Blog foi lá, pescou a informação, deu a ela o lugar de destaque entre as notícias desta edição da revista e a luz a que faz jus por mérito próprio. É que uma conselheira do Tribunal de Contas do Estado, atenta ao noticiário, anteviu, acertadamente, na aprovação da lei que institui a Politica Nacional da Leitura e Escrita uma oportunidade de ouro, rara, para fazer alavancar a Educação em seu estado. Agora, promete ficar no pé das autoridades do Estado e prefeituras para que cada qual faça a sua parte, e se adeque ao que diz o PNLE. 


LEI Nº 13.696, DE 12 DE JULHO DE 2018.

Bom, né?!

Boas leituras!

Um abraço do Galeno


Fonte: Blog do Galeno

quarta-feira, 1 de agosto de 2018